Ir para o conteúdo

O KDE Lança a Segunda Versão Beta da Área de Trabalho Plasma de Nova Geração

Plasma 5

10 de Junho de 2014. O KDE lança hoje a segunda versão beta da área de trabalho do Plasma da nova geração. A equipa do Plasma gostaria de perguntar à comunidade abrangente do ‘Software’ Livre para testar esta versão e para dar as suas reacções. O Plasma 5 oferece uma experiência de utilizador de base actualizada que será simples e familiar para os utilizadores actuais da área de trabalho do KDE ou para outras ofertas alternativas de ‘software’ livre e proprietário. O Plasma 5 está planeado para ser lançado no início de Julho.

Mudanças no Plasma 5

O Plasma 5 é uma versão evolutiva da conhecida área de trabalho. Embora tente manter os fluxos de trabalho existentes como estão, existem algumas melhorias significativas que vale a pena mencionar.

Para os utilizadores

O novo tema Brisa, que ainda está na sua infância, dá as boas-vindas ao utilizador com uma interface de utilizador mais limpa e moderna, que melhora o contraste e reduz a confusão visual por toda a área de trabalho. Um maior peso sobre a tipografia e a utilização de listas verticais em vez de horizontais juntam-se a elementos gráficos mais planos e com um contraste melhorado, o que irá aumentar a facilidade de utilização. O tema Brisa, sendo um novo conceito artístico, só está ainda a começar a mostrar a sua cara. Já está disponível um tema para os componentes da área de trabalho, o tema dos itens gráficos tradicionais está em curso, e o trabalho sobre um tema de ícones novo também já deu início. A migração para uma área de trabalho com o tema Brisa total será gradual, com os seus primeiros sinais a aparecer no Plasma 5.0.

O Plasma 5 traz um maior nível de flexibilidade e consistência para os componentes de base do ambiente de trabalho. O explorador de elementos, o selector de janelas e de actividades partilham agora um esquema de interacção comum, através do uso do novo pacote ‘Aparência e Comportamento’ do Plasma 5, o que permite a troca dessas componentes da experiência do utilizador por inteiro. A consola da área de trabalho do Plasma 5 é capaz de carregar e mudar de experiência de utilizador para um dado dispositivo-alvo, introduzindo uma área de trabalho realmente convergente. A área de trabalho demonstrada nesta versão prévia é a Área de Trabalho do Plasma. Esta representa uma evolução dos paradigmas conhecidos para os computadores e portáteis. Estão a ser desenvolvidas experiências de utilizador orientadas para ‘tablets’ e centros multimédia como alternativas. Embora o Plasma 5 ainda seja familiar, os utilizadores irão notar uma área de trabalho mais moderna.

Novo ecrã bloqueado no Plasma 5

Para os programadores

Desde o lançamento da primeira versão beta, foi feita uma grande quantidade de alterações. Nos componentes da área de trabalho em si, foram corrigidos mais de 150 erros, com muitas correcções em toda a plataforma. O Plasma 5.0 Beta 2 aumentou a dependência mínima do Qt para o 5.3, para obrigar à utilização de um conjunto de melhorias que foram tornadas oficiais no Qt. Algumas funções em falta, para as quais não existiam soluções adequadas, foram repostas. A equipa de desenvolvimento também passou a basear-se num esquema de números de versões em que a primeira versão será a 5.0 e a família será o Plasma 5.

O Plasma 5 corre sobre uma camada gráfica totalmente acelerada por ‘hardware’, usando o Qt 5, o QML 2 e uma cena gráfica de OpenGL(-ES) para apresentar os gráficos nos ecrãs dos utilizadores. Isto torna o desenho mais rápido, mais eficientes, menos consumidoras de energia e oferece uma experiência de utilizador mais suave para o utilizador, libertando os recursos do processador do sistema. O Plasma 5 termina a migração do ambiente de trabalho para o Qt Quick, algo que já tinha começado em versões anteriores.

O Plasma 5 é a primeira base de código complexa a transitar para as Plataformas do KDE 5, que é uma evolução modular da plataforma de desenvolvimento do KDE para um conjunto de bibliotecas mais limpas e com menos dependências entre si.

Pronto para testes, não para produção

Configuração da Rede no Plasma 5

Como versão beta que é, esta versão prévia não está adequada para usar em produção. Pretende ser uma base para testes e para recolha de opiniões, para que a versão estável inicial do Plasma 5 em Julho seja uma transição suave para todas as pessoas envolvidas e para deixar uma fundação estável para as versões futuras. O Plasma 5 está destinado aos utilizadores finais, mas não irá estar a par a nível de funcionalidades com as últimas versões 4.x, embora estas apareçam nas versões seguintes. A equipa está concentrada nas funcionalidades básicas do ambiente de trabalho, em vez de tentar transportar todas e quaisquer funcionalidades para as novas áreas de trabalho. O conjunto de funcionalidades apresentado no Plasma 5.0 será suficiente para a maioria dos utilizadores, ainda que alguns notem a falta de um botão aqui ou ali. Não é porque a equipa do Plasma queira remover funcionalidades, mas simplesmente ainda não foi tudo terminado. Obviamente, toda a gente está convidada a ajudar o Plasma a voltar à sua oferta original e a ir ainda mais além.

Problemas conhecidos

A estabilidade ainda não está ao nível do que os programadores desejam para o Plasma 5. Com uma nova plataforma aplicacional por baixo, existem novos estoiros e problemas que precisam de tempo para serem tratados.

A performance do Plasma 5 está altamente dependente das configurações específicas de ‘hardware’ e ‘software’, assim como dos padrões de utilização. Embora tenha grande potencial, leva algum tempo a tirar partido dela e da sua plataforma subjacente, sendo que esta ainda não está completamente pronta. Em alguns cenários, o Plasma 5 irá mostrar a performance suave de que é capaz - embora noutras ocasiões possa ainda ser prejudicada por diversos imprevistos. Estes podem e serão corrigidos, contudo alguns dos problemas estão dependentes de componentes como o Qt, o Mesa e dos controladores de ‘hardware’ em níveis inferiores da plataforma. Uma vez mais, isto levará algum tempo, dado que as correcções feitas no Qt agora pura e simplesmente não serão lançadas na altura em que irá sair a nova versão do Plasma 5.

A beleza é um benefício importante do Qt Quick 2, dado que permite uma utilização transparente do OpenGL, um posicionamento mais preciso e muitas outras capacidades. Ao mesmo tempo, a imaturidade do controlos do Qt Quick, o novo sucessor para a tecnologia dos antigos elementos gráficos do Qt, com mais de 15 anos, trouxe algumas arestas que precisam de ser limadas entretanto.

Instalar e fornecer reacções

A forma mais simples de o experimentar é o ISO do Neon5, uma imagem ‘live’ de SO com as últimas compilações feitas directamente a partir do código.

Algumas distribuições criaram ou estão em vias de criar pacotes; para uma visão geral dos pacotes Beta 2, veja a nossa página de pacotes instáveis da Wiki.

Transfira o código. Poderá instalar o Plasma 5 directamente a partir do código. A ‘wiki’ da comunidade do KDE tem algumas instruções. Lembre-se que o Plasma 5 não pode ser instalado em conjunto com o Plasma 4.x, pelo que terá de desinstalar as versões mais antigas ou instalá-las num local separado.

Poderá comunicar algumas reacções que através do canal de IRC #Plasma, da lista de correio Plasma-devel ou comunicar erros através do bugzilla. O Plasma Next também é discutido nos Fóruns do KDE. As suas reacções são extremamente bem-vindas. Se gosta do que a equipa está a fazer, comunique-lhes isso!

Apoiar o KDE

O KDE é uma comunidade de Software Livre que existe e cresce apenas devido à ajuda dos muitos voluntários que doam o seu tempo e esforço. O KDE está sempre à procura de novos voluntários e contribuições, sejam sob a forma de ajuda no código, na correcção ou comunicação de erros, na escrita de documentação, de traduções, promoção, dinheiro, etc. Todas as contribuições são bem-vindas da nossa parte e agradecemos em toda a medida. Por favor leia a página de Suporte ao KDE para obter mais informações sobre como poderá ser um membro de suporte do KDE e.V., através da nossa iniciativa Join the Game.

Acerca do KDE

O KDE é uma equipa de tecnologia internacional que cria aplicações livres e de código aberto para computadores e dispositivos móveis. Entre os produtos do KDE, existe uma área de trabalho moderna para as plataformas Linux e UNIX, alguns pacotes de produtividade e 'groupware' em escritório, assim como centenas de títulos de 'software' que incluem aplicações para a Internet e Web, multimédia, entretenimento, educação, gráficos e programação. As aplicações do KDE estão traduzidas em mais de 60 línguas e é concebido com a facilidade de utilização e os princípios modernos de acessibilidade em mente. As aplicações mais poderosas do KDE correm nativamente em Linux, BSD, Windows e no macOS.


Avisos de Marcas Registadas.

O KDE® e o Ambiente de Trabalho K® são marcas registadas do KDE e.V..
O Linux é uma marca registada de Linus Torvalds. O UNIX é uma marca registada do The Open Group nos Estados Unidos e em outros países.
Todas as outras marcas registadas e direitos de cópia referido neste anúncio são da propriedade dos seus respectivos donos.


Contactos de Imprensa

Para mais informações, envie-nos um e-mail: press@kde.org